Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Seduziste-me, Senhor! (Feliz Diácono Novo)

Crédito: Internet Seduziste-me, Senhor! (Feliz Diácono Novo)
Sou um novo diácono a serviço de Deus, da Igreja e do Povo!

Certo dia, surgiu na minha vida um homem.

Bem jovial, com um olhar penetrante e inigualável.

Quis ser meu amigo e meu irmão.

Quis ser o meu Senhor e o meu Deus.

Quis, sobretudo, estar comigo em todos os momentos.

Mesmo na solidão do mundo inteiro, ele sempre esteve comigo.

Sua companhia sempre senti, verdadeiramente.

Seus ensinamentos nunca me abandonaram.

Ele foi meu norte, meu oriente, meu tudo.

Décadas foram vencidas.

Tornei-me o que quis, quando quis e como quis.

E das tantas coisas vividas e vencidas, percebi.

Das tantas seduções do mundo, foi Jesus quem me seduziu.

Encarei muitos olhares e convites para muitas coisas.

Mas nada bateu mais forte na minha alma que o olhar de Cristo para mim.

Não houve nada mais valioso do que a presença Dele em minha vida.

Hoje sou ordenado diácono da Igreja desse homem.

Torno-me consagrado, verdadeiro servidor do Nazareno.

Por qual razão? Não sei. É um mistério.

Sei somente que Jesus de Nazaré me chamou e eu respondi.

Eis-me aqui: o mais indigno dos seus discípulos!

Mas ninguém duvide do meu amor e da minha boa vontade.

Pedindo as preces de todos, faço também a minha:

 

Senhor, não sou nada.

Por quê me chamastes?

Passastes pela minha porta e bem sabes que sou pobre, que sou velho.

Por quê olhastes para mim?

 

Seduziste-me, Senhor, com teu olhar!

Falaste-me ao coração e me escolhestes!

É impossível conhecer-te e não amar-te!

É impossível amar-te e não seguir-te!

Seduziste-me, Senhor!

 

Senhor, hoje teu nome é mais que uma palavra.

É tua voz que ressoa no meu íntimo e me fala no silêncio.

Caminhas, Senhor, junto a mim!

 

Seduziste-me, Senhor, com teu olhar!

Falaste-me ao coração e me escolhestes!

É impossível conhecer-te e não amar-te!

É impossível amar-te e não seguir-te!

Seduziste-me, Senhor!

 

Senhor, hoje decido: quero dar-te o que me pedes.

Ainda que às vezes me custe dar-te tudo, tu sabes: sou teu.

Que queres que eu faça por ti?

 

Seduziste-me, Senhor, com teu olhar!

Falaste-me ao coração e me escolhestes!

É impossível conhecer-te e não amar-te!

É impossível amar-te e não seguir-te!

Seduziste-me, Senhor!

 

Por obra e graça do Espírito Santo do Cristo Ressuscitado,

sou um novo diácono a serviço de Deus, da Igreja e do Povo!

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Para sempre seja louvado!

Tudo com Jesus, nada sem Maria!

 

Amém!

Comentários

Visão de Mundo

Salathiel de Souza

Salathiel de Souza

Jornalista, professor e teólogo, iniciou carreira em 1996. Membro da Academia Ituana de Letras, é diácono transitório na Diocese de Jundiaí (SP) e autor de "Tudo Pela Missão! - Minha Experiência Missionária em Roraima".

Arquivo