Colunistas

Publicado: Sexta-feira, 7 de junho de 2019

Cadê Você

Cadê? Monsenhor Durval

Esta pergunta é normalmente feita pelos seus amigos que não o veem com a mesma frequência. Sabemos de antemão que ele está muito bem cuidado numa Casa de Repouso.

Às vésperas de completar 82 anos no dia 15 de junho de 2019, vamos rever alguns fatos marcantes  na vida deste querido sacerdote.

Monsenhor Durval soube exercer com humildade  e sabedoria seu paroquiato, aqui em Itu, como Pároco da Igreja São Camilo e Nossa Senhora da Candelária. Cremos que sua sensibilidade e seu carisma são únicos.

Monsenhor Durval de Almeida no auge de seus oitenta e dois anos tem sua vida totalmente  dedicada à Igreja.

Como pároco exercia com  determinação e zelo o movimento familiar cristão. Todas as segundas-feiras com um bom número de paroquianos rezava o terço em família, também pela canonização  dos três candidatos a santos: Padre Bento, Dom Gabriel e Madre Teodora.

A lista de serviços prestados à Igreja é ampla, mas alcança seu nível mais alto nas iniciativas em favor das famílias, dos jovens, das crianças, das vocações e da formação dos seminaristas.

As qualidades do zeloso pastor e sua incondicional fidelidade estreitaram laços de profunda amizade. Entre suas realizações mais portentosas está a restauração da pomposa Matriz da Candelária.

A data de seu aniversário sempre foi ocasião de muita alegria e confraternização e motivo de elevar preces de gratidão, pedindo a Deus pelo dom da sua vida.

Gostaríamos de expressar nossa estima e afeto, recordando um fato simples, mas inesquecível. Cada vez que fazíamos um elogio ou um comentário bom de alguma pessoa ele presenteava (na maior brincadeira) com uma nota de dois reais. Divertíamos muito com isso, mas aprendíamos  a não criticar e falar apenas coisas boas.

Alegre, amigo, divertido, arredio, afável, acolhedor e discreto. Monsenhor Durval sabe respeitar e ser respeitado. Homem de fé profunda, fiel à oração e a seus deveres pastorais.

Percebemos um pequeno lastro de tristeza em seus olhos pela sua despedida e quando o interpelamos  ele apenas nos disse: “Mais uma vez agradeço a todos. Estamos nas mãos de Deus. Façamos hoje e sempre a Sua vontade”.

Por tudo isso e muito mais, ele é um exemplo para os que o conhecem e merecedor das nossas reverências.

Monsenhor Durval será sempre um sacerdote especial nos nossos corações.

Apareça mais vezes Monsenhor Durval estamos com saudade...

Feliz aniversário! Conte com as nossas orações!

Monsenhor Durval cadê você???

Ditinha Schanoski

 

Comentários

Varanda da Saudade

Ditinha Schanoski

Ditinha Schanoski

Jornalista ituana, trabalhou no jornal A Federação e é articulista de vários jornais e revistas. Membro da ACADIL, SACI, UARD, Gvcmi e outros grupos. Agraciada com diversos prêmios, como a Medalha Dom Gabriel. Nomeada Profissional Ético de 2014.

Arquivo

9 dias atrás

Contagem Regressiva

24 dias atrás

Você não pode perder

22 de julho de 2019

Santos de Itu

6 de julho de 2019

100 cronicas

19 de junho de 2019

História do jequitibá