Colunistas

Publicado: Segunda-feira, 11 de março de 2019

Bodas de Ouro

Bodas de Ouro

            Numa saudável caminhada de uma manhã ensolarada, o casal volta ao assunto: “Daqui a dois meses estaremos completando  cinquenta anos de casados”. 50 anos! Uma vida... Um número grande, quase assustador. Não é à toa que as pessoas se admiram, olhando para o casal com olhos redondos de surpresa. Mas, logo em seguida, a expressão muda e se encantam. Coisa difícil, hoje em dia, não é mesmo?

            Na verdade, podemos dizer que não parece que passou tanto tempo desde o dia em que dois jovens apaixonados despreparados e sonhadores, deram um ao outro o seu “sim”, diante de Deus e de uma grande família emocionada.

            Com certeza esse casal vivenciou juntos momentos de incertezas, alguns alegres e felizes, outros mais difíceis. Um tempo em que fizeram grandes descobertas, um tempo em que brigaram, mas também riram muito. Como deve ter sido bom a reconciliação, o perdão... Como foi bom ter tido a coragem de não ter desistido, ter lutado para que o coração continuasse leve e o amor suplantasse acontecimentos que poderiam afetar a qualidade dessa caminhada a dois.

            Lembrando-se de fatos passados, enquanto caminhavam foram recordando o que cada um sentiu durante todo esse tempo juntos. Deu para perceber a importância dos pequenos gestos de amor, de atenção, de presença.  O café da manhã sempre alegre, a beleza dos domingos, os passeios em família, férias na praia...

            Os tempos em que os netos passavam com os avós quando os pais viajavam... Toda uma vida de muito amor. A riqueza disso tudo e a certeza de que o casal deseja e quer celebrar com alegria a suas Bodas de Ouro.

            Mas esperem um pouco, talvez a coisa mais importante que este casal quer comemorar não são os 50 anos e, sim, a graça de Deus que  faz sentir ainda  o amor muito jovem, muito fresco no coração de cada um.   

            - 50 anos! Depois de tudo que viveram e construíram juntos, realmente, eles devem comemorar essa conquista, não é mesmo?

            Ditinha Schanoski                                                                                                                                                                                  

           

Comentários

Varanda da Saudade

Ditinha Schanoski

Ditinha Schanoski

Jornalista ituana, trabalhou no jornal A Federação e é articulista de vários jornais e revistas. Membro da ACADIL, SACI, UARD, Gvcmi e outros grupos. Agraciada com diversos prêmios, como a Medalha Dom Gabriel. Nomeada Profissional Ético de 2014.

Arquivo

2 dias atrás

Poema

12 dias atrás

As Mãos de minha Mãe

20 de abril de 2019

Não sei se... Mas sei que...

9 de abril de 2019

Dia do Jornalista

26 de março de 2019

Vencendo os Limites