Colunistas

Publicado: Quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Benefícios Terapêuticos do Treinamento de Força.

Crédito: www.google.com.br Benefícios Terapêuticos do Treinamento de Força.
Dor muscular

 

O treinamento resistido de força, ou musculação, como mais conhecido no meio popular, é uma forma de englobar movimentos corporais através da utilização de exercícios contra resistência,que impõem um trabalho muscular o qual induzirá à sobrecargas externas e internas. Já é bem elucidado na literatura científica, os inúmeros benefícios na promoção da saúde geral pela prática da musculação, porém, iremos destacar esclarecendo o efeito benéfico antiinflamatório e analgésico como resposta adaptativa resultante da prática sistemática e contínua.

O impulso inicial pela prática regular da musculação deve-se dar, pela intimidade que a mesma proporciona, relacionada com a força e a funcionalidade corporal, uma vez que os movimentos corporais podem ser reproduzidos no programa de exercício prescrito pelo Profissional de Educação Física, transferindo diretamente os gestos motores que fazemos nas atividades da vida diária, como agachar, levantar, subir, deslocar e descer, etc. O efeito terapêutico que iremos discutir neste artigo, se refere a secreção das citocinas ou miocinas como conhecidas nos artigos científicos, que são produzidas pelo músculo esquelético em resposta à contração muscular, atenuando a inflamação e consequentemente promovendo analgesia e redução das degenerações.

A inatividade física, mesmo que em curto prazo, associada com outros fatores como por exemplo a má alimentação, resulta em uma série de reações que prejudicam a saúde do indivíduo. Algumas dessas reações são perda da massa muscular, obesidade abdominal, infiltração de macrófagos no tecido adiposo visceral, inflamação sistêmica crônica, resistência à insulina, aterosclerose e diminuição na formação óssea, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, câncer e osteoporose (Pederson e Febbraio, 2012). Apesar dos estudos das miocinas serem bastante recentes e muitos mecanismos ainda não são bem conhecidos, é sugerido como efeito terapêutico a produção das mesmas e sua ação no sentido de agir e prevenir cada uma dessas etapas.

 

PEDERSEN, B K; FEBBRAIO, M A. Muscles, exercise and obesity: skeletal muscle as a secretory organ. Nature Reviews. Endocrinology, 3, 8 (8), 2012.

  

Comentários

Entendendo o mundo fitness

Pedro de P. L. Aguiar

Pedro de P. L. Aguiar

Graduado em Educação Física pelo Ceunsp; Pós-graduado em bioquímica, fisiologia, treinamento, nutrição desportiva pela Unicamp; e Pós-graduado em fisiologia do exercício com ênfase em envelhecimento, saúde e doenças na USP.

Arquivo